Quando não dizemos eu te amo

Cena do filme ''A Culpa é das Estrelas'' (Imagem: Reprodução / Internet)

Cena do filme ”A Culpa é das Estrelas” (Imagem: Reprodução / Internet)

É engraçado pensar que uma palavra tão pequena, como o amor, para alguns possa ser difícil de ser falada com aquela sinceridade, aquela vontade de encher o peito e falar ”eu te amo”. Imagina que batalha deve ser para quem tem um relacionamento sério, pode ser de poucos meses ou de alguns anos e a palavra amar não saiu da boca do parceiro(a). Puts. Não deve ser fácil. Será que é melhor do que mentir uma palavra tão forte, tão ”amável”?

Em tempos de redes sociais, de declarações para a namorada e de também para milhares de pessoas simultaneamente que você tem adicionado em uma conta no Facebook, essa questão de falar eu te amo se torna fácil, porque muitos ali querem mostrar que vivem um momento de intensa felicidade – ou só querem disfarçar essa situação para ficar bem com os amigos virtuais.

O caso de hoje é de um rapaz de aproximadamente 20 anos que há 5 anos namora uma jovem de 18. Eles passaram muitas coisas juntos. Cresceram juntos, atravessaram a fase da adolescência até a maior idade juntos. Foram mais amigos do que namorados. Até que um certo dia, aquele dia em que era a data de namoro dos dois, ela lembra ele com uma mensagem de voz no whatsaap. Ele não lembrava quando exatamente era o dia. Só sabia o mês e mal-mal onde eles estavam quando rolou o primeiro beijo. Pra ele essas coisas de lembranças é coisa de menina. Mas voltando ao áudio do whats. Ele respondeu com uma risadinha e falou algumas palavras bonitas. Ela respondeu com um ”eu te amo” e ele gravou um ”eu também”. Vai lá que ele estava na fila do supermercado e não quis demonstrar tanto amor, que talvez para ele era sinônimo de cafonice.

O dia inteiro eles não se viram, ponteiro rodando e data dos 5 anos de namoro ia chegando ao fim. Ela ligou, ele não atendeu. Na cabeça dela passou inúmeras situações. Pensou que ele poderia fazer uma surpresa na porta de casa, com rosas vermelhas e um perfume do O Boticário, ou quem sabe eles sairiam para jantar em um restaurante chique. Mas se o dinheiro tivesse curto, ela não se importaria em comer no bar do Zé Tonhão só para comer um ”espetinho”. Ela já estaria satisfeita. O tempo passava e os pensamentos foram só se tornando negativos. Nada de pensar em morte do rapaz, apenas no término do namoro. Ela não aguentou. Foi até a casa dele. Ele não estava. Será que desencontraram? No celular dela uma notificação. Era ele, com aquele tradicional textão de declaração e uma foto de 2013 quando eles foram para o carnaval da Bahia. Na mensagem as seguintes palavras.

“Lembra desse dia? Foi inesquecível, né? Apesar das dores nas pernas, uma galera nos esbarrando e nós dois cheirando a cerveja, o dia foi excelente porque eu estava do seu lado. Ter você do meu lado é sempre bom, é sempre único. E hoje eu tentei fazer um teste. Ficar além das horas permitidas longe de você. E sabe o que eu descobri? Que eu não sou capaz de ficar nem um minuto a mais sem olhar pro seu rosto lindo, pra esse seu sorriso que faz esquecer todos os problemas. Que 5 anos foram esses?! Certeza que foram intensos e vão ser intensos a cada dia que a gente passar mais 5 anos juntos. Não é só uma mensagem de texto ou um áudio no whatsaap. O meu sentimento vai além de um aplicativo. Porque eu não precisei disso pra conquistar seu coração e dizer o quanto gosto de você.

Opa! Pera aí. Uma declaração dessa e não saiu um ”dizer que te amo”. Como explicar? Será que o sentimento pode ser algo enrustido, que nem as palavras são capazes de mostrar? Ou será que esse cara realmente não a ama. A gente não sabe o que passa na cabeça de alguém. E não é com um eu te amo que a gente vai saber definir. Mas uma coisa é certa: aproveitar cada momento com a pessoa que você ama, gosta, admira é o essencial e faz bem pro nosso coração, para a nossa alma. Então, se você gosta, não perca tempo. Seja intenso.

 

Por Júnior Caritel

Posted on 12 de Dezembro de 2015, in Limonada and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: