Arquivos de sites

Vem ver o que teve na posse da Dilma

A gente sabe que a posse da Dilma é uma coisa chata que acontece no primeiro dia do ano, onde todas as emissoras transmitem o acontecimento, menos a TV Gazeta que liderou em 1° lugar com as fofocas das celebridades. Vem ver o que teve de bom, de relevante e o que teve de mais inútil:

Com aquele sol de rachar qualquer cabeça em Brasília com a sensação térmica de 40 graus, os seguranças da presidente que merecem o nosso respeito. Além de correr de terno e gravata enforcando o pescoço, eles tiveram que enfrentar um calor infernal para acompanhar a tia Dilma.

seguranças

 

E por falar em sol forte, a tia Dilma quase que não se aguentava de tanto calor.

sol dilma

Dilma, a pessoa mais esperada na posse, saiu com um vestidinho de renda cor bege, e sapatos bege (adoro falar de moda porque eu super entendo do assunto). Destaque para a marca da estilista Juçanã do Esquenta que vestiu a presidente.

juçanã estilista

A TV Gazeta zuou muito a grande Rede Globo em seu twitter:

gazeta zuou

 

A mulher do vice-presidente, Michel Temer, em angulo bem nítido. Senti falta das fotos. Queria ver melhor o look da Marcela.

marcela temer

E voltando a falar do look da Gilma…

roupa dilma

 

Teve momentos em que a TV Gazeta apelou pela audiência (e explodiu) ao tratar do tema sexo em horário vespertino.

gazeta sexo

 

No final disso tudo, Aécio foi obrigado a assistir a posse da Dilma.

aecio obrigado

 

Dilma passa a faixa para Dilma.

dilma para dilma

Vlw, Flws.

vlw flws

A suspeita do vírus Ebola e a revolta dos brasileiros na internet

Essa semana o “vuco-vuco” foi intenso depois que um africano foi internado no hospital de Cascavel, no Paraná, com a suspeita do vírus Ebola que já matou mais de quatro mil pessoas no continente africano.

Acredito que não faltou paranaense que deve ter xingado o africano e ficou com medo do vírus se alastrar pelo país. Ainda bem que o Ministério da Saúde descartou a possibilidade do vírus Ebola no Brasil. Já imaginou que caos seria?

Nas redes sociais os internautas não perdoaram.

 

Brasil, o país do preconceito

Imagem: Reprodução/Twitter

Imagem: Reprodução/Twitter

Depois de um resultado eleitoral, as manifestações na internet começaram a todo vapor. Os candidatos disputam o 2° turno e têm uma missão pela frente: conquistar os eleitores. A candidata do PT saiu ganhando na maioria das praças do país, principalmente no nordeste. Aí chegamos ao ponto onde eu queria chegar, o nordeste. Mais uma vez o Brasil mostra seu lado preconceituoso.

Para quem não sabe, são os nordestinos os responsáveis do crescimento de grandes capitais que existem no nosso país. São Paulo é repleta de “nordestinos”, Brasília foi construída por várias nordestinos (diga-se de passagem, a maioria). E o que dizer de “nordestinos”? Palavra que os preconceituosos se referem as duas regiões do Brasil, o norte e o nordeste. Se duvidar, os ignorantes não sabem nem distinguir onde cada estado dessas regiões se localiza no mapa.

Esse texto não é nenhuma opinião partidária, a fim de influenciar o eleitor brasileiro a votar em alguém. Quero apenas provar de que o preconceito está fora de moda e nunca deveria ter existido, seja pra negros, homossexuais e aos nordestinos – que estão sendo julgados de forma vergonhosa por pessoas medíocres e de cérebro pequeno. Tenho dó de quem tem coragem de falar mal apenas pelas redes sociais usando um perfil falso.

Eu só espero que um dia o Brasil seja um país sem preconceito, mente aberta e que aceite o próximo, que não trate o ser humano, que tem suas qualidades, como um qualquer (porque quem nasce negro, gay ou seja lá o que for, tem suas qualidades, sim). É por causa de pessoas insignificantes, ignorantes, que são de mal com a vida e mal amadas que o Brasil é chamado de país de terceiro mundo. Até quando isso vai acontecer?

Imagens da campanha #MenosODIOMaisNordeste feita no twitter:

*Miguel Aguiar

A culpa é de quem, Brasil?

Foto: Divulgação/Internet

Foto: Divulgação/Internet

Eu esperei, pensei e repensei sobre o que escrever sobre a derrota do Brasil. Acompanhei desde o primeiro jogo da Copa do Mundo, principalmente o da Seleção Brasileira. Não perdi nenhum lance, nenhuma falta e ainda esperava pelo o replay. Só faltou eu quebrar a TV como fez aquele rapaz do sul que ficou famoso e até virou garoto propaganda.

Mas a vontade de acompanhar o futebol brasileiro acabou depois do terceiro gol da Alemanha. Que tristeza me deu. Caramba, eu pensei que aquilo não ia acabar mais. Decidi nem ver o segundo tempo. Fui para fora de casa, continuei bebendo a minha cerveja, ainda na esperança do Brasil empatar. Que tolice a minha. O desastre foi pior do que eu imaginava. Os branquelos gringos chegavam ao sétimo gol e nada do Brasil enfiar uma bola na rede, nem um gol contra sequer. O que acontecia com aquele time, meu Deus?

Juro que o futebol não era meu forte e por quase um mês eu tive a sensação de estar mais atraído por esse esporte que é amado pelo o povo brasileiro. No final disso tudo eu realmente fiquei apaixonado pelo o futebol, até me emocionei, acredite. Mas aí eu me pergunto: pra que isso tudo? O que eu vou ganhar com isso?

Foi apenas um jogo, eu sei, mas que representa muito para nós brasileiros. Sei que cada jogador da seleção está com a conta bancária gorda e que vai continuar ganhando depois da Copa. Mas mesmo assim, eles se esforçaram, lutaram, choraram. O drama virou notícia em todos os jornais. O ser humano também chora, por isso eu ainda acredito que o nosso Brasil jogou com raça antes do confronto com a Alemanha, porém, foi um fracasso contra a mesma. Se nem eles souberam responder a derrota, eu também não saberei.

Parei para refletir depois que o jogo acabou, conversei com vários amigos depois do ocorrido, é claro. Cheguei a conclusão que foi bom o Brasil ter perdido. Estávamos em cima do salto, parecendo que já dávamos como campeão do mundo, da vitória do hexa. Enfim, foi bom ter perdido porque 2014 não acabou e muitas coisas seriam esquecidas e a pedra colocada por cima do problema que o nosso país passa. Educação que não vai nada bem, saúde que é uma das piores do mundo, de ver gente deitada nos corredores e de políticos que não param de roubar e continuam usando uma pele de cordeiro. Até quando isso, hein!?

O Brasil precisa perder para poder enxergar o que tem que ser melhorado. Acredito que não somos burros, somos capazes de escolher o certo e decidir com voz e cara pintada ou não quem será o nosso representante. Por isso, a culpa pode ser do Brasil, a culpa pode ser nossa.

*Miguel Aguiar

A melhor propaganda da Copa do Mundo

Tem gente falando que essa propaganda é a melhor que está circulando pela internet nos últimos tempos. Uma campanha publicitária do Mc Donald’s muito criativa por sinal para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

São crianças, adolescentes e até um homem aparentemente velho que jogam um bolão durante a propaganda. Vale a pena conferir. A primeira impressão é que o vídeo seja uma montagem, mas o tira-teima não deixa isso prevalecer na opinião do público, pois mais dois vídeos de bastidores foram divulgados para calar a boca do povão! Confiram:

Bastidores 1

Bastidores 2

 

Faça AMOR, não faça FIFA

Essa é a frase que define as orientações do evento organizado no Facebook, o VAI TER CÓPULA, e que já conta com mais de 23,5 mil confirmações.

O VAI TER CÓPULA é uma espécie reprovação a Copa do Mundo no Brasil. A cópula (ou acasalamento), é simbolizada por dois tatus-bola e propositalmente satiriza o Fuleco, mascote oficial da Copa de 2014.

A intenção é convidar os internautas a mudarem a programação do dia 12 de junho, data de estreia do Brasil no gramado. Além desse lembrete, no dia 12 é comemorado o Dia dos Namorados. A sugestão dos organizadores do evento é que os brasileiros desliguem a TV e pratiquem o ato sexual bem na hora do jogo, às 17h.

E você, o que acha? Vai fazer amor, ou vai assistir a Seleção?

Clique aqui e acesse o evento. Clicando aqui você assiste a vinheta para o VAI TER CÓPULA

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

FIFA compra os direitos da palavra “pagode”

pagode fifa gelo e limão

Tem gente que é dono de carro, tem gente que é dono de casa.. até mesmo ilha tem dono. Agora a FIFA é diferente, resolveu ser dona da palavra “pagode”. Parece que o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI)  decidiu registrar a palavra só por ser o nome da fonte tipográfica da marca da Copa desse ano.

Até dia 31 de dezembro ninguém pode falar pagode comercialmente sem ser processado. É o fim das rodas de pagode, de happy hours, e de qualquer evento regado a esse estilo musical brasileiro. Agora os brasileiros precisam encontrar um novo tipo de música para substituir a diversão clássica dos finais de semana. Já pensou o Rio de Janeiro sem pagode?

Os internautas, como sempre, não levam desaforo para casa e já estão fazendo um protesto muito bem humorado no Facebook. Já foi convocado para dia 11 de junho um “pagode-manifesto” e para o dia 21 de junho, está marcado o “Pagode Copa 2014: processa meu fuleco, Fifa”. Será que vai dar treta?

A Dilma falou, a água parou

DILMA/POSSE

Se tem um assunto que vai ser discutido até as eleições, é a Copa do Mundo no Brasil. Tem quem acha legalzinho, tem quem acha ótimo e tem quem não concorda de maneira alguma o país sediar um evento tão grandioso como esse.

Foram bilhões de reais investidos em estádios enquanto a saúde do nosso país fica á mercê da falta de qualidade.

Mas agora não adianta reclamar, a Copa vai acontecer, sim!

IMG-20140518-WA0000

 

Você sabe quem é a mulher que estampa o nosso dinheiro?

O rosto dessa mulher estampa as notas de Real há praticamente 20 anos, e aposto que muita gente não faz ideia de quem ela é. Se você for olhar para qualquer nota Real, você vai ver de um lado um animal da fauna brasileira, e do outro ela, a misteriosa. Com aquele meio sorriso enigmático quase de Monalisa, essa jovem petrificada parece uma estátua grega. Ela deve ter lá sua importância, já que está presente em todas as notas, novas ou antigas, da nossa moeda.

Imagem / Divulgação

Segundo o Banco Central do Brasil, a imagem da mulher trata-se apenas de uma efígie simbólica, uma ilustração que representa a República. Na verdade, a figura veio da Revolução Francesa, mais especificamente de um lema emprestado pela revolução da maçonaria: “Liberdade, igualdade, fraternidade”. Isso porque, para quem não sabe, a maçonaria teve um papel fundamental na Revolução Francesa. Mas voltando à mulher, ela é a representação maçônica da liberdade, e tem até nome: Marianne.

Marianne veio de dois nomes franceses comuns: Marie e Anne. Nas nossas notas, ela está usando um barrete, espécie de touca que os republicanos franceses adotaram como vestimenta na tomada da Bastilha. A imagem de Marianne não está presente somente em nossas moedas, mas é também uma certa estátua que foi dada aos estadunidenses pela França, a Estátua da Liberdade.

Imagem / Reprodução

Desvendado o mistério. Marianne, apesar de estrangeira, tem de fato uma importância histórica e política e merece  um certo espaço nas nossas notas.